A Guerra em São Januário

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

FLAMENGO – NINHO DO URUBÚ OU NINHO DE COBRAS ?



O FLAMENGO sempre teve grandes adversários nos demais clubes de futebol do Brasil e até do mundo. Memoráveis partidas em que, Fluminense, Vasco, Botafogo, Santos e tantos outros, perderam ou venceram a equipe rubro-negra da Gávea. Nunca foi fácil disputar e conquistar os campeonatos que o Flamengo possui.
Quantas vezes, jogadores medíocres vestindo o manto sagrado, superaram suas limitações técnicas e viraram verdadeiros heróis de conquistas memoráveis.

O mais QUERIDO, o TIME de MAIOR TORCIDA DO MUNDO, o TIME que se deixar CHEGAR para disputar a Final, é ruim de vencer.

A mística do FLAMENGO é enorme, a paixão de sua torcida, idem, capaz de realizar festas como nenhuma outra e de empurrar times de qualidade muitas vezes baixa, para cima de adversários poderosos, e sair com a vitória.

Nenhum adversário, porém, é tão grande e perigoso para o Flamengo, quanto o próprio Flamengo, formado por um monte de cartolas, dirigentes, gente que faz muito tempo, entra e sai de diretoria e conselho, da presidência ou de cargos em comissão técnica, num sistema de rodízio, que faz ser sempre os mesmos a mandar. Gente que ao longo de muitos anos contribuiu para a dívida enorme que o Clube possui, para esse clima que outra vez, reina. Clima de intriga, de desordem e de falta de comando.

O Flamengo como Paixão / Instituição, como time / camisa de futebol, como parte da história e do cenário esportivo é uma coisa bela, mas, de resto, é uma bagunça.

Os jornais de hoje trazem a triste notícia de que o NINHO DO URUBÚ foi interditado por falta de Alvará, o que mostra como a desorganização é gritante, ainda mais num clube que tem como presidente uma Vereadora, e que deveria se esmerar em dar o exemplo.

Estabelecido mesmo, está o NINHO DE COBRA, pois, parece que estão fritando o Luxemburgo. Eu não gosto do trabalho do Vanderlei Luxemburgo, entendo que ele escala mal o time, substitui mal e insiste com uma tática ultrapassada, mas, na questão de ordem e disciplina, o problema do Flamengo não é Vanderlei. O Flamengo não perdeu o Campeonato Brasileiro de 2011 e não se encontra nesse momento de total anarquia por culpa de Luxemburgo.

Num lugar onde alguns acham que podem fazer o que quer, todos mandam e ninguém tem autoridade, salários e pagamentos outros vivem em atraso e, as aparências e factóides são fundamentais para encobrir a sujeira e a realidade vigente, tudo se encaminha para mais uma vez a opção ser por ficar com o jogador indisciplinado e com o dirigente falastrão.

Degolar técnicos é sempre a solução dos incompetentes cartolas.

Eu não sei até quando a grandeza do FLAMENGO vai resistir à pequena estatura dos que o dirigem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores