domingo, 3 de novembro de 2013

FLAMENGO VENCE POR 1 X 0 E AFUNDA O FLUMINENSE NO BRASILEIRÃO - Vídeo

Foto LANCEPRESS

Agora, além do Vasco, é o Fluminense que com apenas 36 pontos na TABELA DE CLASSIFICAÇÃO, corre o risco de rebaixamento no BRASILEIRÃO 2013. O Flamengo poupou cinco titulares e o Fluminense foi com o que tinha de melhor no momento. Foi um jogo tecnicamente fraco, mas, com lances interessantes e até PERIGO DE GOL. No final, valeu a MARCA do artilheiro - HERNANE - que já havia quase marcado em duas oportunidades, conseguiu aproveitar o passe de RAFINHA e finalizar para as redes de Diego Cavaliere.

Vídeo Youtube

Dificilmente Vanderlei Luxemburgo continuará como técnico do Fluminense.

O Flamengo agora pensa no GOIÁS, que venceu o Botafogo por 1 x 0 na tarde de hoje e se aproximou do G4 do Brasileirão 

COMO FOI FLAMENGO X FLUMINENSE ?


Se nem sempre a justiça é feita no futebol, na noite deste domingo ela resolveu dar as caras no Maracanã. Com medo de vencer o jogo, o Fluminense viu Hernane, aos 45 minutos do segundo tempo, fazer o único gol do jogo e complicar ainda mais a sua situação no Brasileirão. Com o triunfo, válido pela 32ª rodada da competição, o time da Gávea chegou aos 44 pontos, enquanto o Flu ficou com 36 - a mesma pontuação do Vasco, primeira equipe da zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Flamengo enfrenta o Goiás, adversário também desta quarta, às 21h, sábado, no Maracanã. Já o Tricolor pega o Corinthians, domingo, às 19h30, em São Paulo.

O JOGO

De um lado, uma equipe com o pensamento distante, lá na quarta-feira. Do outro, um time sob enorme pressão, que necessitava urgentemente vencer. Foi em meio a este cenário que Flamengo e Fluminense protagonizaram um primeiro tempo chato. E a necessidade de conquistar os três pontos não fez com que o Tricolor fosse superior ao rival.

Com três atacantes, mas se um armardor, o Flu esbarrava na falta de criatividade. A melhor opção para a equipe das Laranjeiras era o veloz Biro Biro, que, por três vezes, ameaçou o gol de Paulo Victor. A melhor delas foi aos 23 minutos, quando o goleiro rubro-negro teve de fazer a defesa em dois tempos. Fora isso, pouco foi feito por um time que convive com a ameaça de rebaixamento.

Sem a mesma pressão que o arquirrival, o time de Jayme de Almeida, recheado por reservas, pareceu ter disputado os primeiros 45 minutos em stand by. Carlos Eduardo, mais uma vez titular, era o retrato de uma equipe passiva, que estava pautada pelos toques para os lados. A melhor chance do Fla foi quando o falso lateral-esquerdo Frauches cruzou para Rafinha, que finalizou com perigo.

Sem alterações, ambos os times, ao menos no início do segundo tempo, demonstraram outra postura. Mais movimentada, a segunda etapa teve a primeira grande chance de gol aos três minutos. Rafinha fez ótimo cruzamento para Hernane, que, debaixo do gol, conseguiu chutar para fora - algo incomum para o Brocador.

O ímpeto ofensivo dos dois times, porém, foi acabando com o passar do tempo. A impressão que dava era que o Fluminense tinha medo de ser feliz, enquanto o Rubro-Negro demonstrava satisfação com mais um ponto somado. Para se ter uma ideia, o time de Vanderlei Luxemburgo só conseguiu levar perigo ao gol do Fla aos 37 minutos, quando Rafinha, improvisado na lateral direita, chutou para fora.

E o medo de vencer fez com que o Fluminense perdesse o jogo. Aos 45 minutos, Hernane aproveitou passe de Bruninho para complicar ainda mais a situação do rival: 1 a 0.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 3/11/2013 - 19h30
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden - RS (FIFA)
Auxiliares: Altemir Hausmann - RS (FIFA) e Rafael da Silva Alves - RS (CBF-1)
Renda e público: R$ 1.215.305,00 / 26.072 pagantes
Cartões amarelos: Rafinha (FLA); Edinho (FLU)
Gols: Hernane, aos 45'/2ºT (1-0)

FLAMENGO: Paulo Victor, Digão, Wallace, González, Frauches; Amaral, Val, Luiz Antonio, Carlos Eduardo (Adryan, aos 27'/2ºT) e Gabriel (Bruninho, aos 14'/2ºT); Rafinha e Hernane. Técnico: Jayme de Almeida

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Gum, Leandro Euzébio e Anderson; Bruno (Rafinha, aos 9'/2ºT), Edinho, Diguinho (Igor Julião, aos 25'/2ºT), Jean e Biro Biro; Rafael Sobis e Samuel (Marcelinho, aos 19/2ºT) - Técnico: Vanderlei Luxemburgo


Seguidores